ESTE BLOG POSSUI CONTEÚDOS ACADÊMICOS RELACIONADOS AO CURSO DE GEOGRAFIA (LICENCIATURA) E, CONTEÚDOS DE ESPECIALIZAÇÃO EM EDUCAÇÃO ESPECIAL E INCLUSIVA. OBRIGADO PELA VISITA.

COLABORE COM O DESENVOLVIMENTO DESTE BLOG, PARA MAIS ESTUDOS E INFORMAÇÕES IMPORTANTES. MANDE SUA COLABORAÇÃO PARA BANCO DO BRASIL AGENCIA 3744-3 CONTA 9.422-6 MISSAL / PARANÁ.

INTERESSE EM PATROCINAR ESTE BLOG ENTRE EM CONTATO PELO E-MAIL anderson_josebender@hotmail.com

Quem sou eu

Minha foto
Sou simples, honesto, sincero, dedicado, carinhoso, compreensível e de muita fé em DEUS. Sou católico, Professor formado em Educação Infantil, pelo curso de formação de docentes do C.E.P.E.M (Colégio Estadual Padre Eduardo Michelis) de Missal - PR, formado em Geografia (licenciatura) pela UNIGUAÇU – FAESI, e cursando atualmente Pós - Graduação em Educação Especial e Inclusiva.

Pesquisar no blog

Carregando...

Origem das Visitas

sábado, 20 de agosto de 2011

Questões Interpretativas sobre o texto Biogeografia retirado do livro de James Brown e Mark Lomolino

Anderson José Bender, 4º Período de Geografia, disciplina de Biogeografia ministrada pelo professor Me. Raniere Garcia Paiva.


Questões interpretativas 17/08/2011.


1.    Qual a importância da Biogeografia para a Geografia?

Sua importância se dá não só no conhecimento e na distribuição atual das plantas e dos animais, mas também das causas e fatores que a presidem, no tempo e no espaço; e na observação da forma pela qual se processou a adaptação dos seres vivos ao meio e os indícios dessa acomodação. Como nada existe isoladamente na natureza, procura-se conhecer as causas que originaram determinadas associações de espécies, bem como apreciar os diferentes aspectos sob os quais se apresentam.

2.    Porque a Biogeografia é diferente das Ciências biológicas?

Sua diferença acontece divido ao fato de a biogeografia ser uma ciência sintética, fundamentada em teorias e dados da ecologia, biologia de populações, sistemática, biologia evolutiva e ciências da Terra, ou seja, ela é dependente de dados coletados por muitos indivíduos em grandes áreas e por longos períodos de tempo.

3.    A Biogeografia pode ser considerada uma ciência independente?

Não por que a Biogeografia é a ciência que estuda a distribuição geográfica dos seres vivos no espaço através do tempo, procurando entender padrões de organização espacial e processos que resultaram em tais padrões. É uma ciência multidisciplinar que relaciona informações de diversas outras ciências como geografia, biologia, climatologia, geologia, ecologia e evolução. É descritiva na primeira etapa e interpretativa na etapa seguinte. Os métodos biogeográficos históricos podem ser utilizados como ferramentas para a escolha de áreas com o propósito da conservação.

4.    É possível um estudante de Geografia fazer uma pesquisa biogeográfica? Por quê?

Sim por que a biogeografia é acessível a quase qualquer um que tenha curiosidade e motivação, para isso é necessário apenas uma boa idéia, acesso a bibliotecas, coleções de museus e outras fontes de dados sobre as distribuições de organismos, o que significa que até mesmo os alunos iniciantes podem fazer uma pesquisa original.

5.    Por quais motivos a Biogeografia evoluiu nas ultimas três décadas?

Devido à transformação da disciplina e de sua imagem aos olhos de outros cientistas transformando-a de ciência descritiva em uma disciplina orientada que se preocupa em construir e testar a teoria biogeográfica. Ainda como estimulo a essa evolução encontramos o desenvolvimento e a aplicação de novas tecnologias, obtenção de dados mais precisos sobre o clima, forma de solo, geologia, solos, condições limnológicas e oceanográficas, vegetação e pelos avanços nos programas de computados que inclui modelos de simulação e principalmente a necessidade de entender e administrar o impacto dos seres humanos na terra.

6.    É possível uma espécie habitar todos os ambientes do planeta Terra? Por quê?

Não, porque ela possui uma amplitude geográfica restrita (Descrição onde os indivíduos de uma espécie estão), no qual encontra uma distribuição limitada pelas condições do ambiente. Podemos usar como exemplos os ursos polares que estão confinados no ártico, enquanto palmeiras e corais são raros fora dos trópicos, ou seja, nunca vamos encontrar ursos polares habitando os trópicos ou palmeiras e corais no ártico. Outro fator que pode deixar essa discussão mais interessante é o fato de o ser humano e o falcão peregrino espécies que mais se adaptam estar ausentes em três quartos do planeta, que são cobertos por água. Além, de muitos outros locais da superfície terrestre o que definitivamente prova que não é possível uma espécie habitar todos os ambientes.


7.    Como o texto explica a dinâmica das forças da Terra?

O calor armazenado no núcleo da Terra durante a formação do sistema solar é dissipado através de seu manto e crosta, transferindo-se para o espaço. Essa transferência de energia quente move e delineia a crosta terrestre, mudando as posições das placas tectônicas que envolvem os continentes, soerguendo montanhas e causando terremotos erupções vulcânicas.


8.    Faça uma resenha descritiva que fundamente a importância do conhecimento climatológico em Biogeografia?

O conhecimento climatológico tem um papel fundamental na Biogeografia. É através dele que podemos observar o quanto o clima interfere na biodiversidade do nosso planeta, percebemos mais claramente essa concepção quando observamos as zonas equatoriais. Essas zonas são geralmente de um clima mais quente e úmido e naturalmente acaba sendo mais povoada por seres vivos, ou seja, se encontram inúmeras espécies de vida desde os parasitas mais insignificantes quanto aos animais mais exóticos.
Outro fator importante da Climatologia na Biogeografia e a analise dos fenômenos naturais, que ocorrem no planeta Terra e que acabam influenciando direta e indiretamente. Podemos citar um exemplo das variações temporais como a passagem de um furacão sobre uma ilha do caribe isso se torna um evento raro, mas de suma importância para a climatologia e conseqüentemente para a Biogeografia. Isso por que esses raros e imprevisíveis fenômenos provocam incríveis devastações causando grandes distúrbios podendo aumentar como diminuir a biodiversidade, muitas vezes, minúsculas ilhotas são inundadas provocando a extinção de algumas plantas e animais terrestres, como também podem limpar espaços em florestas e recifes de corais facilitando a existência de espécies competitivamente inferiores.
 É através deste contexto e da analise do clima que interfere na ocupação do espaço onde acontece a divisão dos seres vivos que se conclui a importância da Climatologia se interdisciplinando com a Biogeografia. Isso também faz com que a própria Biogeografia se torne cada vez mais importante o que explica o grande desenvolvimento da mesma nas ultimas décadas.


9.    Os diferentes tipos de solos limitam o desenvolvimento da flora e fauna? Justifique sua resposta.

Sim, pois existem tipos de solos derivados de matéria prima de composição química igualmente incomum como, gipso, serpentina e o calcário. Os solos derivados dessas rochas contem quantidades surpreendentemente altas de alguns componentes e pouca quantidade de outros. Com isso, poucas espécies de plantas conseguem tolerar esses tipos de solos, limitando o desenvolvimento da flora, havendo assim, uma limitação automaticamente da fauna, justamente porquê muitos animais necessitam de certas plantas para sobreviver e como essas plantas acabam sendo limitadas pelo tipo do solo não se desenvolvendo em determinada região, faz com que os seres vivos dependentes dessas plantas não se desenvolvam nesse ambiente.


Referências complementares.

GRUPO ESCOLAR. Biogeografia. Brasil, 2011. Disponível em <  http://www.grupoescolar.com/pesquisa/biogeografia.html > acessado em 16 de agosto de 2011. As 17:00 Hs.

WIKIPÉDIA. Biogeografia. Brasil, 2011. Disponível em < http://pt.wikipedia.org/wiki/Biogeografia > acessado em 16 de agosto de 2011. As 17:26 Hs.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Marcadores