ESTE BLOG POSSUI CONTEÚDOS ACADÊMICOS RELACIONADOS AO CURSO DE GEOGRAFIA (LICENCIATURA) E, CONTEÚDOS DE ESPECIALIZAÇÃO EM EDUCAÇÃO ESPECIAL E INCLUSIVA. OBRIGADO PELA VISITA.

COLABORE COM O DESENVOLVIMENTO DESTE BLOG, PARA MAIS ESTUDOS E INFORMAÇÕES IMPORTANTES. MANDE SUA COLABORAÇÃO PARA BANCO DO BRASIL AGENCIA 3744-3 CONTA 9.422-6 MISSAL / PARANÁ.

INTERESSE EM PATROCINAR ESTE BLOG ENTRE EM CONTATO PELO E-MAIL anderson_josebender@hotmail.com

Quem sou eu

Minha foto
Sou simples, honesto, sincero, dedicado, carinhoso, compreensível e de muita fé em DEUS. Sou católico, Professor formado em Educação Infantil, pelo curso de formação de docentes do C.E.P.E.M (Colégio Estadual Padre Eduardo Michelis) de Missal - PR, formado em Geografia (licenciatura) pela UNIGUAÇU – FAESI, e cursando atualmente Pós - Graduação em Educação Especial e Inclusiva.

Pesquisar no blog

Origem das Visitas

sábado, 21 de setembro de 2013

Diversidades culturais pelo mundo




Introdução
A diversidade cultural são diferenças culturais que existem entre o ser humano. Há vários tipos, tais como: a linguagem, danças, vestuário, religião e outras tradições como a organização da sociedade.
O termo diversidade diz respeito à variedade e convivência de ideias, características ou elementos diferentes entre si, em determinado assunto, situação ou ambiente. Cultura (do latim cultura, cultivar o solo, cuidar) é um termo com várias acepções, em diferentes níveis de profundidade e diferente especificidade. São práticas e ações sociais que seguem um padrão determinado no espaço/tempo. Referem-se às crenças, comportamentos, valores, instituições, regras morais que permeiam e "preenchem" a sociedade. Explica e dá sentido a cosmologia social, é a identidade própria de um grupo humano em um território e num determinado período.
A palavra cultura abrange várias formas artísticas, mas define tudo aquilo que é produzido a partir da inteligência humana. Está presente desde os povos primitivos em seus costumes, sistemas, leis, religião, em suas artes, ciências, crenças, mitos, valores morais e tudo aquilo que compromete o sentir, o pensar e o agir das pessoas.
A cultura ao ser definida se refere à literatura, cinema, arte entre outras, entretanto é fundamental que seu sentido seja bem mais abrangente. Além do termo já citado, a cultura deve ser também considerada como tudo que o homem através da sua racionalidade, mais precisamente a inteligência, consegue executar, dessa forma todos os povos e sociedades possuem sua cultura por mais tradicional e arcaica que seja e isso sempre vai passando de geração em geração.  
Dentro desses fatores culturais, temos definido as: artes, ciências, costumes, sistemas, leis, religião, crenças, esportes, mitos, valores morais e éticos, comportamento, preferências, invenções e todas as maneiras de ser (sentir, pensar e agir). Assim sendo a cultura se apresenta como sendo uma das principais características humanas.
Para melhor entender ainda esse conceito a seguir são destacadas as 10 tradições culturais mais bizarras do mundo.

1º Comer morto
Os Aghoris são membros de uma seita hindu da Índia que adoram Shiva. Nada é considerado tabu, beber, se drogar e comer carne são práticas normais na tribo. O aspecto mais chocante dos Aghoris, é encontrar cadáveres, meditar em cima do corpo e em seguida os membros são removidos e comidos crus.

2º Arremesso de bebês
Todos os anos, na Solapur (uma região em Maharashtra, Índia) diversos pais se reúnem para lançar seus bebês do alto de uma torre de 15 metros e aparados por uma cama elástica improvisada.
Os pais acreditam que a prática dará aos seus filhos vida longa e serão saudáveis.

Rito de iniciação dos Sateré-Mawé
Os Sateré-Mawé habitantes de uma tribo da região amazônica do Brasil tem um rito agonizante para os meninos. Para se tornar um homem, o menino deve inserir sua mão em uma luva, que é tecida com formigas que têm uma das mais dolorosas picadas na natureza e aguentar durante 10 minutos e, repetir o ritual vinte vezes ao longo dos meses.

Ritual Matam
Para comemorar a morte de Husayn ibn Ali (um neto de Maomé), alguns grupos de muçulmanos xiitas tomam as ruas e chicoteiam-se especialmente com navalhas ou facas. Outros grupos fazem cortes em suas cabeças com uma faca. Esta terrível tradição, chamada de Matam, também é praticada por crianças ou forçada pelos próprios pais a fazerem parte do ritual.

Caixões Pendurados
Nas Filipinas e em uma tribo indígena chinesa, além dos Toraja, têm o costume de não enterrar os mortos e sim colocá-los em caixões e pendurá-los nas paredes de cavernas. Com isso o cadáver evita o contato com os bichos da terra e apodrecem mais lentamente que o normal.

Os Yanomami
Provenientes do Brasil e da Venezuela a tribo Yanomami tem a tradição religiosa de proibir a manutenção de qualquer parte do corpo do morto, por esta razão, quando um Yanomami morre, seu corpo é levado para ser queimado e os ossos são triturados e combinados com as cinzas. Estes são, então, divididos entre à família e posteriormente comido.

Alimentar os mortos
Recentes descobertas no Vaticano apontam uma peculiar tradição dos antigos romanos e que era executado até o inicio do século no leste europeu. Trata-se de um ritual em que eles colocavam comida, água, e mel para os mortos, como sinal de agradecimento pela vida, e também para as bênçãos que esses mortos trariam.

O Ritual do cuspe
Você aprendeu que cuspir nas pessoas é uma tremenda falta de respeito, mas não na tribo Masai encontrada no Quênia e na Tanzânia. Lá uma forma de saudação é cuspir uns aos outros, além de que, quando uma criança nasce, a forma de "batismo" adotada pela tribo é o bebê ser cuspido, pelos homens da tribo Masai.

Vivendo entre os mortos
Os Torajan, um grupo étnico do sul Sulawesi, na Indonésia, geralmente demoram muitos meses para que a família de uma pessoa morta possa levantar fundos para o funeral, enquanto isso o cadáver é envolto em panos e mantido assim até o dia do enterro, quando o corpo é colocado em uma caverna e sua efígie é colocada de maneira que fique "olhando" para fora.

10º Ritual Iyomante.
Os Ainu, são uma etnia (Japão e Rússia) que tem como ritual homenagear a natureza, abatendo um urso hibernante e criando os filhotes durante dois anos, em seguida os ursos são sacrificados e os aldeões bebem seu sangue e comem sua carne. O crânio é posto numa lança e embalada com a pele do animal, representando um espantalho bizarro que da proteção ao povo.

Conclusão
O que se pode entender com esses aspectos culturais é que desde o surgimento do ser humano vive-se promovendo os processos culturais, passando de geração em geração. É claro que algumas vezes esses processos culturais sofrem adaptações, mas, nunca perdem suas raízes ou características, pois sempre existirá alguém que mesmo resumidamente preservará os costumes.
Sendo assim, é preciso respeitar as diferenças acima de tudo, e por mais que Sejam estranhos os costumes listados anteriormente, temos que entender que são povos que sempre foram educados dessa maneira e, dificilmente vão mudar seus costumes e tradições.
Além dos que foram listados ainda temos em nosso mundo muitas outras culturas como na Coréia e na China onde a população consome carne de cachorro, os índios da tribo Massai, na África, que sobrevivem com apenas 300 calorias por dia, as mulheres girafas, na Polinésia, que espicham os próprios pescoços com aros de ferro deixando-os com mais de 30 cm. Temos ainda o povo da Índia que adoram e veneram as vacas e as protegem pois para eles são animais sagrados. Na Tailândia, os insetos fazem parte da lista de iguarias caras e apreciadas na gastronomia. Na França, comer Scargot, uma espécie de lesma, é normal. Sendo este um prato requintado do país. Não podemos também esquecer os muçulmanos e judeus onde, os homens não podem fazer a barba.
Talvez nós brasileiros estranhássemos um pouco isso, pois, o nosso país de certa forma é muito liberal e nele acontece uma grande miscigenação de raças o que também fez que muitas origens culturais adormecessem e acabam não sendo lembradas, mas, como visto anteriormente. O Brasil possui culturas estranhas mais especificamente entre os indígenas, entretanto sempre devemos manter a cordialidade e o respeito em relação a tudo o que é diferente.


Referências.

CLICKGRÁTIS. Bizarro: Alguns países e culturas mais estranhas do mundo. Net, Brasil, 2012. Disponível em: <http://www.clickgratis.com.br/piadas/bizarro/alguns-paises-e-culturas-mais-estranhas-do-mundo/> Acesso em 05/09/2013 às 10h57min.

LISTA 10. Bizarro. Net, Brasil, 2013. Disponível em <http://lista10.org/bizarro/as-10-tradicoes-mais-bizarras-do-mundo/>  Acesso em 05/09/2013 às10h32min.

WIKIPEDIA. Diversidade Cultural. Net, Brasil, 2013. Disponível em:
<http://pt.wikipedia.org/wiki/Diversidade_cultural> Acesso em 05/09/2013 às 10h15min.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Marcadores